quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Exercite a tolerância

Publicado em: 29 de setembro de 2010
“O que há de errado com o mundo?” “Porque as pessoas são tão agressivas, mal educadas, ríspidas?” “Nunca vi tanta incompetência!”

Provavelmente, todos nós já nos pegamos, em algum momento, dizendo, ou pensando, frases do tipo. Às vezes é momentâneo, fases em que ficamos de mal com a vida, muito focados nos pontos negativos das pessoas e das situações que se apresentam para nós e com dificuldade de conectarmos com as coisas boas.

Em outros casos, pode ser um estado crônico, manifestado por aqueles que se sentem superiores aos outros, possuem opiniões pré-concebidas a respeito de tudo e todos, tecem julgamentos de acordo com seus próprios sistemas de crenças e, portanto, tudo o que saia um pouco do que consideram aceitável ou “normal”, é tratado com desprezo, crítica ou arrogância. Assim, qualquer coisa é motivo para irritação: hábitos, gestos, forma de falar etc. Em geral, como as expectativas e o nível de cobrança são muito elevados, nada do que é recebido parece estar de acordo ou ser bom o suficiente. Em casos extremos, a pessoa pode apresentar problemas digestivos, rigidez e dores musculares.

Na maior parte das vezes, seja transitório ou não, este estado emocional acaba causando restrições e conflitos nos relacionamentos, na vida social e profissional.

Se você sente que está vivenciando alguns destes sintomas, em algum nível, talvez seja o momento de observar mais atentamente suas emoções e trabalhar as questões ligadas à aceitação, à compaixão e à empatia, que é a capacidade de se colocar no lugar do outro, para que possa se tornar mais tolerantes com as suas próprias fraquezas e dificuldades e também com as dos outros.

Os Florais de Bach também podem ser de grande ajuda, em especial a essência Beech, que vai tocar exatamente nestes pontos da simpatia e da tolerância, despertando esses potenciais e proporcionando a transmutação dos padrões negativos e restritivos em energia de compreensão, essencial para uma troca mais amorosa entre nós e tudo o que nos rodeia. Vibrando na polaridade positiva, somos levados à consciência de que todas as pessoas e situações refletem aquilo que nós mesmos projetamos, ou seja, é justamente aquilo que nos incomoda nos outros que nos indica o que precisamos melhorar em nós mesmos. É como se, ao nascer, ganhássemos um espelho. E, desta forma vamos, ao longo da vida, refletindo o outro e vendo no espelho do outro o nosso reflexo. E só somos capazes de identificar no outro aquilo que temos dentro de nós. Portanto, quando alguém nos desperta algum tipo de desconforto, é porque alguma coisa naquela pessoa entra em ressonância com algo interno nosso que precisa ser reconhecido e curado.
O floral vai, portanto, abrir o coração para reconhecer o lado positivo de cada pessoa ou situação – que sempre existe, por mais difícil que possa parecer – e possibilitar uma grande oportunidade de autoconhecimento e auxiliar no reconhecimento de que ninguém é melhor ou pior que ninguém, pelo contrário, somos todos iguais, apenas caminhamos em tempos, ritmos, habilidades e escolhas diferentes, que é o que, justamente, torna os relacionamentos humanos tão enriquecedores, construtivos e especiais.

Se você desejar seguir realmente com um tratamento a longo prazo, o ideal é procurar um terapeuta floral, que poderá avaliar melhor seu caso individualmente e incluir essências específicas para as causas do seu problema. E, quanto mais você tomar consciência das próprias emoções e dificuldades, novas possibilidades de transformação surgirão, melhorando não só a sua qualidade de vida, mas também seu relacionamento com todos os que estão à sua volta.

Um comentário:

CASAL 20 disse...

Não é nada fácil ser tolerante e compreensivo quando uma pessoa é agressiva ou desonesta com a gente. Mas querer pagar com a mesma moeda não é, definitivamente, a melhor decisão. Esse tipo de atitude nos faz entrar num jogo frio, sem graça e vazio.
Você pode não sentir mais carinho por essa pessoa, mas não precisa sentir raiva dela. Agressividade, desrespeito e desonestidade a gente paga com paciência, humildade, generosidade e, acima de tudo, respeito. Porque essas são as escolhas de quem quer cultivar a paz e viver mais feliz. Agir com serenidade diante das situações adversas faz bem à nossa saúde física e mental…
Adorei a postagem E ja estamos te seguindo.